Inove-se

Hortaliças hidropônicas: uma agricultura mais sustentável

As hortaliças são consumidas em larga escala em todo o mundo, seja como salada ou como tempero de diversos pratos. No Brasil, ainda  movimentam a economia –  uma vez que são produtos vendidos também em mercados internacionais. Na busca por uma agricultura mais sustentável, as hortaliças hidropônicas aparecem como solução aos produtores brasileiros.

A hidroponia é uma forma de cultivo feita na água, o que elimina a necessidade do solo – e por consequência, todo o seu preparo para plantio e adubação. O crescimento é rápido, livre de pragas e as colheitas são constantes. O que não significa que seja mais fácil. As verduras hidropônicas são cultivadas em estufas, em uma solução aquosa que supre as necessidades de vitaminas e minerais para o seu crescimento. E mais, oferecem o benefício para o consumidor de serem vendidas com as raízes, tendo, portanto, maior durabilidade.

Apesar de conquistar produtores e consumidores pelo aspecto sustentável que soa como uma preferência moderna, o cultivo hidropônico é antigo. Não se tem uma data precisa de sua invenção, mas os primeiros registros são dos anos 5000 a.C., com os povos Sumérios. Mas foi apenas na década de 1940 que o termo hidroponia surgiu.

O Colabore-se conversou com Felipe Gressler, sócio-proprietário da JG Verduras, de Marechal Cândido Rondon,no Oeste do estado, sobre os benefícios desse tipo de cultivo  e sua história de mais de dez anos nas sete estufas hidropônicas que mantém.

Quais verduras e hortaliças são cultivadas na propriedade da família?

Cultivamos folhosas como alface, rúcula, agrião, almeirão, salada mix (alface, rúcula e alface roxa), salsinha, cebolinha, couve-folha e espinafre. Em determinadas épocas do ano  também ampliamos o cultivo com couve-flor, brócolis, tomate e hortelã.

Quais as diferenças do cultivo hidropônico e do tradicional?

O cultivo hidropônico é um sistema que requer água com nutrientes apenas num ambiente protegido, ou seja, em estufas, sem necessidade de solo. No tradicional é preciso o preparo do solo, adubação, tempo maior de colheita, além de ser sujeito às intempéries do tempo.

Por que optou pelo cultivo de hidropônicas?

Devido à propriedade ser pequena, houve a necessidade de aumento de produção em espaço limitado. O cultivo hidropônico dá a garantia de colheita mesmo em condições adversas do clima, além de aumento e rapidez na produção em relação ao cultivo tradicional. O baixo ou até zero uso de defensivos agrícolas é um fator principal nesse cultivo.

Antes de começar, já tinha trabalhado com outros tipos de cultivos? Se sim, o que motivou a troca?

Sim, na produção de grãos como soja e milho. Optamos por esse outro cultivo para preencher os meses de entressafra. Eram períodos longos de pouco serviço, o que não existe na hidroponia.

Como foi o começo e a evolução do negócio? Teve crescimento ou já começou no tamanho/capacidade atual?

No começo não sabíamos ao certo o que fazer, nem que técnicas usar. Os primeiros contatos foram mais por curiosidade. Então, eu e meu irmão, que até então só tínhamos produzido no sistema tradicional, resolvemos fazer um curso em Santa Catarina para aplicar o aprendizado na propriedade. A brincadeira começou a ficar séria, pois vimos que conseguimos produzir duas vezes mais, em menos tempo e em área menor também. Na sequência, sentimos a necessidade de aumentarmos a produção, e a cada ano construímos uma nova estufa.

Como vê a preferência dos consumidores? Existe? Por que a opção pelo consumo das hidropônicas?

Como tudo na vida existe uma desconfiança com novidades, muitas vezes, por falta de conhecimento, e com os produtos hidropônicos não foi diferente. Tivemos dificuldades no começo, mas logo os consumidores foram comparando e migrando para os hidropônicos por uma série de motivos, dentre os quais está o não uso de defensivos e um produto mais limpo.

Quais outras vantagens importantes do cultivo hidropônico?

O principal é mesmo o não uso de defensivos, mas também a economia de água, o crescimento mais rápido, o plantio fora de época e a facilidade no manejo.

Como a hidroponia usa menos água que um cultivo tradicional?

A hidroponia é muito mais econômica, pois perde pouca água por evaporação, acredito eu, que não chega a 10% em relação a mesma cultura em um sistema tradicional.

Leia também

Reciclando ideias: como a tecnologia está transformando o processo de reciclagem e a vida de quem trabalha na área

Reciclando ideias: como a tecnologia está transformando o processo de reciclagem e a vida de quem trabalha na área

Inove-se
Fazendo o círculo virtuoso do cooperativismo girar

Fazendo o círculo virtuoso do cooperativismo girar

Inove-se
Sustentabilidade em ação: bagaço da cana-de- açúcar,  milho e beterraba capazes de transformar a Ortopedia

Sustentabilidade em ação: bagaço da cana-de- açúcar, milho e beterraba capazes de transformar a Ortopedia

Inove-se

Ficou interessado?

Envie nome e telefone para o email e seja também um protagonista!