Emprende-se

Cultivo de orquídeas traz mais cor a Marechal Cândido Rondon

Conheça o Sítio das Orquídeas: espaço dedicado ao cultivo de variadas espécies da flor

Quando a família do empreendedor Paulo Rohr se mudou do Rio Grande do Sul para um sítio no Paraná, ela não imaginava que o espaço iria ficar tão colorido. Anos depois da mudança, a família decidiu transformar o amor pelo cultivo de orquídeas em trabalho, e assim nasceu o Sítio das Orquídeas.

Famoso na região de Marechal Cândido Rondon, o Sítio das Orquídeas começou pequeno: a primeira estufa media 1,5 metros por 2 metros e era feita de madeira. Hoje, são milhares de metros tomados por flores de diversos tamanhos, formatos e cores. O Colabore-se conversou com Guiomar Giacobo Rohr, empreendedora e sócia-proprietária do sítio, sobre a história desse local encantador.

Como surgiu o Sítio das Orquídeas?

O Sítio das Orquídeas surgiu em 1992, quando eu e o Paulo nos casamos e fomos morar no sítio com a mãe do Paulo. Como ela gostava de orquídeas, e eu também, nós começamos a cultivá-las como hobbie, mas o cultivo cresceu e se tornou um negócio. Nós já tínhamos um trabalho de agricultura no sítio, mas passamos por algumas dificuldades e vimos nas orquídeas uma boa oportunidade de negócio. Foi então que transformamos um hobbie em profissão.

Você pode contar um pouco da trajetória do sítio?

Começamos a comercializar as orquídeas em Marechal Cândido Rondon e a participar de eventos. A primeira foi a Oktoberfest, depois fomos para a Feira do Produtor Rural, que fazemos até hoje. Também participamos de feiras específicas de flores no Paraná e em Mato Grosso do Sul e, por meio de revendedores, nossas orquídeas chegam ao Paraguai e à Argentina.

O que esperam para o futuro?

Como planos futuros, queremos otimizar o processo de cultivo e melhorar a qualidade das plantas, para não precisarmos aumentar o espaço físico do cultivo, mas continuar com o crescimento da produção.

Como funciona o Sítio das Orquídeas?

Nós temos 5 mil metros de estufas, onde cultivamos orquídeas. E   neste mesmo local, temos uma fábrica de bolachas, que é onde recebemos quem nos visita, seja para conhecer o sítio ou comprar flores. Hoje, a área é dividida entre a parte de comercialização e a de cultivo, que é fechada para o público.

Quais as espécies cultivadas no sítio?

Cultivamos as espécies que se adaptam ao nosso clima – não passa de 100, lembrando que existem milhares de espécies de orquídeas. Mas, ainda assim, o cultivo é bem diversificado, pois dentro dessas espécies, a variação de cores, formatos e tamanhos é infinita. Quer conhecer mais sobre o Sítio das Orquídeas? Confira a entrevista com Paulo e Guiomar:

Leia também

Honrando os moldes e tecendo novos e promissores caminhos

Honrando os moldes e tecendo novos e promissores caminhos

Emprende-se
Turismo consciente alia diversão com responsabilidade socioambiental

Turismo consciente alia diversão com responsabilidade socioambiental

Emprende-se
Inclusão: Duo Libras leva ensino de linguagem de sinais para todos

Inclusão: Duo Libras leva ensino de linguagem de sinais para todos

Emprende-se

Ficou interessado?

Envie nome e telefone para o email e seja também um protagonista!